Turkish Airlines (1ª Parte)

003

Ahá, tem um monte de gente esperando esse post né?! Desculpem a demora, eu ia fazer isso no dia seguinte, mas aí teve confusão de carteiras sumindo do nada e aparecendo na escola e desaparecendo da escola e aparecendo na guarda que não sabia nada do que estávamos falando. Enfim, isso fica pra outra hora, FOCO na queridinha.

Sábado de madrugada 3 calcinhas estavam no aeroporto de Guarulhos esperando o vôo que iria pra Turquia, entre encontros e desencontros, eu (Jéh) e a Paty estávamos no free shop pensando em como gastar dinheiros, eis que 3:30 liga Aline dizendo que já tinham dado a última chamada e iam fechar as portas do avião. FOI UM DEUS NOS ACUDA, saímos eu e Patrícia correndo feito loucas (postura, cadê) e entramos numa porta qualquer que falaram pra gente entrar, sem conferir nem nada. Sinceramente, se fosse um jatinho particular fazendo tráfico de menininhas brasileiras a essa hora já estávamos dançando a La Gretchen por aí, porque nem vislumbre do avião ou saída nós tivemos, então infelizmente estamos sem fotos disso. 😦

Entramos no Avião, nos sentamos etc, etc. Nem percebemos quando ele decolou, praticamente. Foi um pisque e já estávamos no ar, muuito suave, ficamos completamente surpresas. Não lembro se foi antes ou depois de decolarmos que eles entregaram o kits, mas logo que chegamos já haviam mantas e travisseirinhos nos assentos, o travisseiro e a manta era MUITO macia e quente, pensamos seriamente em enfiar uma na bagagem de mão e fazer a burra, não é permitido levar as mantas, na hora de sair (maloqueiras,oi?). Fora isso, eles entregam um kit com protetor auricular, mascarizinha pra tampar os olhos para dormimos, protetor labial (to usando na Irlanda que é uma beleza), meias pra não termos que ficar andando de sapato dentro do avião, uma escova e mini pasta e fones de ouvido. Tudo dentro de um estojinho.

011  018 015  012

Um tempo depois de o avião decolar, foi entregue o “café”. Ovos mexidos com queijo servidos com batatinhas coradas e tomate, frutas, pão quentinho, manteiga, geleia, potinho de queijo com tomates e bebidas a gosto (Café, chá, água e uma grande variedade de sucos). Estava tudo muito bom, mas as frutas que era o que eu mais queria comer por algum motivo não estavam na minha bandeja, bláah. Chata como sou, falei com a comissária e voilá, ela me entrega uma bandeja com dois potes de frutas… rs (GORDA). Tudo vem numa boa quantidade e acompanhando de lencinhos umedecidos pra limpar a mão, quem quiser mais pão (que é bem gostoso por sinal) ou algo do tipo, é só pedir ao pessoal que eles servem.

026 027
028

Não lembro se foi antes ou depois do café que as “aeromoças” passaram pedindo pra fechar as janelas e aí só sei que depois do café eu dormi umas 5/7 horas, sei lá. Só sei que acordei quando estávamos passando em cima do deserto do Saara (que eu estava louca em minhas calcinhas pra ver e foi uma experiência e tanto). Patrícia me chamou e após ter ficado meio cega de ter aberto a janela de supetão e fechado no susto, conseguimos observar melhor e tirar algumas fotos até uma moça muito legal vir até nós e pedir pra fecharmos o negócio da janela. Acredito que seja pra não incomodar os outros passageiros, porque uma hora outra pessoa do outro lado do avião fez isso e clareou tudo, pra quem está querendo descansar ou assistir um filme, acaba sendo meio incômodo mesmo. Fora isso, todo o vislumbre que pudemos captar lá de baixo foi lindo. O oceano, as nuvens, o Saara e etc. Particularmente, eu adorei ver como as nuvens faziam sombra em algumas partes do deserto. Claro que todo mundo já viu nuvem entrando na frente do sol e fazendo sombra estando em terra, mas olhar isso de cima é muito mais legal, ainda mais num ambiente como o deserto, que a paisagem é limpa e você consegue perceber melhor esse tipo de coisa.

031  023
 021 022  024 029

BANHEIROS, a Paty foi duas vezes e encontrou os banheiros limpos as duas, eu fui uma e ele estava limpo também, Aline disse a mesma coisa. Fomos a banheiros diferentes, mas achei um fato super engraçado do banheiro que eu fui, ele parecia um banheiro de provador (ou motel rs). Ele era completamente espelhado, dava pra ver tudo em diferentes ângulos.. rs, a Aline foi no do meio e ele não era assim.

Como eu citei os filmes, vou falar um pouquinho da diversão que o avião oferece, pois cada poltrona conta com televisãosinha individual, yey. Além das câmeras do lado de fora que você pode acompanhar (eu me diverti olhando, chamem-me de estranha ù.ú), tem telefone que você pode ligar pra outra poltrona, dei uma de criança e saí ligando pras meninas que estavam em poltronas atrás e ele realmente funcionava. Um parênteses, dá pra você acompanhar direitinho quanto tempo já passou e quanto ainda falta por ali também. Foras essas utilidades técnicas, existe uma variedade bem boa de música, seriados e filmes no sistema, tem de tudo pra todos os gostos. A Paty e a Aline assistiram a um filme de romance que eu não lembro qual, eu assisti um pedaço de várias coisas diferentes, ouvi rock clássico, música clássica e até umas coisas estranhas que estavam lá.

Sobre o almoço/jantar, sim comida de novo, foi bem gostoso. A opção do frango tinha acabado quando chegou nas meninas, mas o meu estava uma delícia. Não tenho fotos dele, mas foi tipo frango a parmegiana, com queijo e um molho bem saboroso. Não tinha arroz nessa opção, mas tinha algumas verduras (que hoje já não me lembro) e purê, tudo muito bom e bem temperado. Além disso, vinha uma saladinha de alface e tomates cereja com frango, um outro treco que eu não sei o que era que eu não comi e tipo um bolinho de chocolate que também estava muito bom. Mais pão quentinho, manteiguinha e geleia, bebidas naquele esquema. O jantar/almoço (fuso horário é uma merda) das meninas foi tipo uma espécie de carne assada com arroz e vegetais, elas disseram que estava bom também, só sucesso.

037  036

Uma coisa que eu esqueci de citar, é que depois do café foi servido mais bebidas e aí já incluíam as alcoólicas, vinho turco (o tinto estava horroroso, mas o branco eu gostei), Absolut Vodka, cervejas e outras coisas. Na hora do almoço eles incluíram a opção de vinho junto com o jantar e o resto passaram de novo só depois da refeição.

A descida foi MUITO tranquila, só sentimos quando ele começou a descer, mas o pouso e os 5 minutos antes foram bem suaves, nem percebemos direito quando tocou ao chão, foram muitas palmas pro piloto, afinal, ele mereceu.

Enfim, o resto da experiência com a Turkish, como o tempo que passamos na Turquia, o hotel (5 estrelas) que eles forneceram pra gente e o voo de lá pra Dublin, eu conto no próximo post, afinal, nesse aqui eu já escrevi pra caralho. Quem tiver alguma dúvida ou quiser saber de algo em especial, é só pedir que no próximo eu conto. See ya