Início da Jornada

Antes de tudo, vamos deixar claro que nós vamos falar das dúvidas e coisas necessárias para realizar intercâmbio de Ano Acadêmico. Aquele que na Irlanda consiste em 6 meses de aula + 6 meses de férias.

Vou fazer intercambio! Mas por onde começo?

Que vamos para a Irlanda já sabemos, mas por onde começamos a realizar o nosso sonho. A maior dúvida de qualquer futuro intercambista é: por onde começo? Por isso nós do Calcinhas na Irlanda, te ajudaremos com as principais dúvidas:

1) Será que a Irlanda é um bom lugar para realizar meu intercâmbio?

Pois é, essa é uma grande dúvida da maioria das pessoas e realmente com a crise europeia tão intensa, não podemos deixar de pensar assim, mas acredito que apesar de toda essa crise a Irlanda ainda continua sendo um bom destino sim, pois o governo nos dá estrutura para isso, continua sendo um dos destinos mais economicamente viáveis. Mesmo na crise o que você irá gastar pra fazer seu intercâmbio nas terras esmeraldinas é cerca de metade do preço se comparado a outros lugares. E tem os extras, é um lugar lindo e fica na Europa né?!!! Onde podemos ir para qualquer lugar depois: França, Espanha, República Theca, Inglaterra e outros.

2) Devo realizar meu intercâmbio pela agência ou por conta própria?

A escolha por qual forma realizar o intercâmbio varia para cada pessoa. A agência te dará suporte na escolha da escola, taxas, passagens, documentação e varias outras coisas, mas sozinho você poderá realizar todos esses procedimentos da mesma forma e até economizar um pouco mais, mas terá um pouco mais de trabalho. Tudo depende muito da escola que você pretende fechar e o seu nível de inglês, algumas por atenderem muito o público brasileiro, tem todo um atendimento em português visando essas pessoas, eliminando a necessidade de ter uma boa comunicação em outra língua. Mas muitas das outras o contato é apenas em inglês e se você não se sente confiante, talvez seja melhor fechar por agência, pois já vimos casos de ocorrer alguns mal entendidos por falta de uma boa comunicação. Pense bastante entre conforto x economia e então decida o que você vai querer.

3) O que eu preciso para viajar para a Irlanda?

Primeiro documento de todos é o passaporte, não podemos ir a lugar algum sem ele. É muito fácil e rápido obtê-lo, entre no site http://www.dpf.gov.br/simba/passaporte/requerer-passaporte, consulte a documentação necessária, faça a inscrição, pague a taxa, marque a data para o requerimento, vá até um posto da polícia federal e só aguardar alguns dias e pronto você já terá o seu passaporte. O segundo documento é o visto de estudante que só é concedido após a chegada na Irlanda. Diferente de outros países a Irlanda só concede o visto após a entrada no país. Mas não dá alok pensando que é só sair daqui com passaporte linda, loira e japonesa e chegar lá dizendo que irá estudar. Apesar de ter a menor burocracia com relação a estudantes, a Irlanda exige algumas coisas para você obter o visto. A primeira delas é ter comprado um curso de ano acadêmico, 6 meses de curso + 6 meses de férias = 1 ano de visto. Como quase todos os países, é exigência seguro de vida, no caso, o seguro governamental oferecido pelas escolas ou um privado com cobertura de pelo menos 30.000 euros em terras irlandesas ambos com validade de 1 ano. Você terá que ter comprado PELO MENOS 1 semana de acomodação, aí você vê sua preferência, hostel, casa de família, etc. DINHEIRO! 3mil euros para comprovar que você tem condições de se manter os 6 meses de aula sem precisar de trabalho. (Considerando um gasto de cerca de 500 euros mensais.) E por último aquela exigência básica de viagens, passagem de volta já comprada. Com isso tudo aí você passa pela imigração e ganha seu orgulhoso visto provisório de 1 mês, tempo que você terá pra organizar o resto da documentação que você só pode fazer na Irlanda (que nós falaremos depois)e ir tirar seu visto de 1 ano.

Se você quiser dirigir pela Europa é interessante que solicite a sua autorização internacional para dirigir, neste link você obterá mais informações: http://www.denatran.gov.br/informativos/20070611_permissao_internacional.htm

4) Gastos. Quanto custa um intercâmbio?

Bom, essa é a parte que em geral mais preocupa as pessoas, indo pra Irlanda, já é um fato que você precisará desembolsar bem menos do que em outros países, mas note que aqui estamos abordando o Ano Acadêmico. Então vamos falar sobre quanto custa cada exigência do governo irlandês para sua viagem:

Passagem – R$ 2 000 ~ R$ 3 200 Classe econômica Ida e Volta, variação vai de acordo com a companhia aérea adotada e se é baixa ou alta temporada.
Passaporte – R$ 160
Seguro Governamental – 150 €
DINHEIRO – 3500 € (Esses 500 € a mais são pelo fato de que antes de você ter comprovado os 3mil para o visto, você terá gastos, então é o básico pra se manter enquanto o extrato do banco não sai)
Escola – Bom, é aqui que ocorre a REAL variação de preço de um intercâmbio para outro, sua escola pode custar de 1 200 € até uns 7 000 €, tudo vai depender das suas prioridades, expectativas e capital disponível.

Então faça as contas, arrume sua mala e marque a data para nos vermos na Irlanda 😉

Hello world!

Toda “saga” tem um começo, depois da motivação, vem o início dos planos. Para o intercâmbio isso começa com pesquisa de lugares, valores, escolas e o “plus” (Informações que daremos mais adiante). Qualquer intercambista que seja bom pesquisador, sabe que a Irlanda é um dos melhores custo x benefício para qualquer pessoa que queira aprender inglês por um período longo de tempo. Isso porque além de haver escolas nos mais variados preços para o famoso ano acadêmico, há a oportunidade de trabalho e a facilidade de se obter o visto. Quem quer aprender inglês logo se dá conta do quão chamativa a proposta irlandesa é se comparada aos preços norte americanos (EUA e Canadá), da dificuldade das terras inglesas e da posição geográfica da Austrália. A Irlanda tá ali, pertinho de todos aqueles países que povoaram muitos anos a nossa “história” do ensino fundamental antes mesmo deles terem os nomes que tem hoje, da mesma forma que a Inglaterra está, mas com a vantagem da facilidade em se obter o visto. Eu, que desde pequena sempre fui tiete da Europa, sou meio suspeita em fazer comparações com países norte americanos porque USA nunca foi meu sonho de intercâmbio e eu demorei pra me informar daquele outro gigante que mais parece um convite, “Minha casa tem piscina, vem Cánada” – orkutfeelings. Eu queria a história romana, eu queria arte italiana, eu queria música e escrita inglesas, mas mais do que tudo, eu sempre quis a Torre Eiffel rs (E talvez por um curto tempo, a monalisa).

Foi nesse contexto, que eu e mais muitas outras meninas descobrimos nas terras irlandesas o nosso alvo de intercâmbio, começamos nossa jornada há tempos, mas é aqui e agora que compartilharemos nossa história. Se você já chorou, se apertou, passou horas em pesquisas e telefones e fez milhões de orçamentos, deixou de comprar aquela calça ou blusa ou batom ou até mesmo ficou em casa naquele sábado a noite pra poupar a grana pra realizar seu sonho ou até mesmo se está começando a pensar nisso agora, é, você não tá sozinha. E é por esse motivo que o Calcinhas tá aqui, pra entrosar, unir e ajudar a todas nós que compartilhamos da mesma vontade, mesmo que a vontade seja se entupir de brigadeiro e nostalgia em terras estrangeiras. Afinal, who run the world? 😉